A Era Dos 120 Decibéis – Veja O Impacto da Tecnologia na Sua Audição


Qual jovem hoje em dia anda sem seu iPod, Tablet ou Smartphone? Tornou-se muito comum o hábito de viver na dependência destes aparelhos, e agora não só deles, mas da distração que estes proporcionam. Dessa forma, o costume de ouvir músicas nesses equipamentos é rotina diária dos jovens, e é marcada pelo alto volume que estes são submetidos.

Grande parte dos equipamentos do mercado atual são criados com a capacidade de volume de até 120 decibéis, volume este que nomeará nossa sociedade daqui a 30 anos como: “A Geração dos Semissurdos”.  O comportamento dos jovens faz jus à preocupação. É normal ver adolescentes com estes aparelhos plugados no ouvido o dia inteiro com o volume tão alto que dá para ouvir o som a mais de 1 metro de distância.

A exposição dos adolescentes está levando a uma redução precoce na sensibilidade auditiva. Fonoaudiólogos já alertam que muitos destes jovens já sofrem de uma perda auditiva precoce, onde conseguem detectar somente os sons que estão acima de 15 dB.

No Brasil, já foi reivindicado uma lei estadual que visa proibir a venda de tocadores que atinjam mais de 90 decibéis. O mundo hoje tem vivenciado esse problema de forma irrelevante, encarando como uma mudança comum da sociedade atual. Onde os equipamentos eletrônicos são como membros da família, e devem fazer parte da vida de todo indivíduo que vive em sociedade.

Deste modo, a futura “Geração dos Semissurdos” devem ter visão de futuro, e controlar o uso destes equipamentos contribuindo para o seu bem estar, e não para futuros problemas de saúde.  A Rede de Clínicas Direito de Ouvir conta com uma equipe especializada na detecção, tratamento e adaptação de aparelhos auditivos. Estamos aptos a auxiliar a pessoa com qualquer problema auditivo no que necessário. Acesse: www.direitodeouvir.com.br e agende sua consulta!

Tópicos: Sem categoria
arrow-up