Saiba como cuidar da saúde auditiva das crianças


Quando uma mãe ganha um filho a saúde dele se torna imprescindível para ela. O desejo de toda mãe é ter uma criança saudável, sem problemas ou deficiência. Toda criança nos primeiros meses de vida, ainda na barriga da mãe, já possui a capacidade de ouvir sons e distinguir vozes, o que demonstra a importância da saúde auditiva. Exames e testes são realizados para qualificar a saúde dos bebês no próprio hospital, incluindo o teste da orelhinha.

Também conhecido como Triagem Auditiva, o Teste da Orelhinha, se tornou lei em 2010, tornando obrigatório e gratuito o diagnóstico da audição dos recém-nascidos, sendo realizado de forma rápida, indolor, e com a criança dormindo. Desta forma identifica-se se há alguma tendência de perda auditiva ou se já nasceram com algum problema na audição.

Segundo a Sociedade Brasileira de Otologia, aproximadamente três crianças brasileiras, em cada mil, sofrem de surdez. A perda auditiva nos bebês pode ser ocasionada por problemas pré-natais, rubéola materna na gravidez, problemas de incompatibilidade sanguínea pelo fator RH, complicações neonatais, parto prematuro, ou fatores congênitos: pessoas que já nascem surdas. Esta pode ser identificada através das habilidades linguísticas, cognitivas e auditivas das crianças, demonstrando a importância do papel das mães na atenção com seus filhos. Quanto mais cedo o tratamento, maiores as habilidades de aprendizagem, comunicação, e o desenvolvimento da fala das crianças.

Atualmente estudos realizados em Campinas revelam que os fatores causadores de perda de audição nas crianças são os hábitos errados. Elas são muitas vezes expostas a sons altos, gritos, o próprio ruído do ambiente escolar, do trânsito, dentre outros fatores rotineiros. Dez por cento das crianças em idade escolar sofrem de perda auditiva, ocasionando problemas na fala, capacidade de aprender, problemas de integração social, etc.

O cuidado com a saúde é algo importante na vida de qualquer pessoa, seja ela uma criança, adulto ou idoso. Este deve estar presente desde cedo, e cabe às mães essa atenção. Quanto mais cedo detectar, mais rápido será o tratamento, quanto mais cedo se prevenir, melhor será a qualidade de vida das crianças.

Cadastre-se em nosso site e venha receber um atendimento especializado! http://www.direitodeouvir.com.br/agende-sua-consulta/

 

Tópicos: Saúde Auditiva, Saúde Auditiva das crianças
arrow-up