Antibióticos podem não ser melhor opção para dor de ouvido das crianças


antibioticos-tratar-dor-de-ouvido

Nos Estados Unidos a dor de ouvido é a maior causa de prescrição de antibióticos entre as crianças. No Brasil não existem dados sobre isso, mas os especialistas identificam um cenário bastante parecido. De olho neste cenário, a Associação Americana de Pediatria (AAP) lançou recomendações que apontam que tiram este medicamento do papel de ferramenta central do tratamento das chamadas otites médias – uma das causas mais comuns da famosa dor de ouvido.

As novas diretrizes recomendam a adoção de critérios mais rigorosos para a realização de um diagnóstico da otite média aguda. Dessa maneira, o órgão espera que a prescrição do antibiótico seja mais criteriosa.

No Brasil, muitos especialistas consideram que, em alguns casos, o antibiótico realmente é a única maneira de acabar com a infecção. Só que ele não deve ser prescrito de maneira precoce já que, como ataca também as bactérias responsáveis pelo equilíbrio da flora intestinal, da saúde da pele e da garganta, pode causar prejuízos para o organismo da criança.

Entenda as recomendações da AAP:

Quando os antibióticos são necessários

– casos de otite média aguda em crianças de 6 meses ou mais acompanhados de sintomas graves, como febre de 39ºC, e para crianças de 6 a 23 meses com otite nos dois ouvidos, mesmo que o quadro não seja grave.

Outros tratamentos são indicados

– para crianças de 6 a 23 meses com otite em apenas um ouvido e sem sintomas graves e em crianças com mais de 2 anos sem sintomas graves. Nestes casos, o recomendado é que elas ficam em observação por dois dias sem o uso de antibióticos e, se não melhorarem nesse período, o antibiótico deve ser prescrito.

Mas mais importante do que o tratamento é a prevenção das otites. Algumas medidas podem ser tomadas nos primeiros meses de vida para evitar a recorrência das infecções:

  •  Tomar a vacina contra a gripe (H1N1) e a vacina pneumocócica (disponível nos postos de saúde)
  •  Amamentação exclusiva até os seis meses
  •  Reduzir ou evitar o uso da chupeta dos seis meses a 1 ano

Por que as crianças têm mais dor de ouvido?

Três em cada quatro crianças sofrem pelo menos uma infecção no ouvido até os 3 anos de idade. Isso acontece porque as  tubas das crianças são mais curtas que a dos adultos, facilitando o processo de circulação das bactérias do nariz e garganta para os ouvidos. O problema é que além de causar dor e muitos incômodos, as otites podem afetar o paladar das crianças.

Entenda o que é Otite

Otite é inflamação na orelha média ou externa, gerando dor de ouvido causada, geralmente pela entrada de microrganismos na orelha. Essa patologia é mais comum em crianças, mas pode acontecer em qualquer fase da vida.

Principais Sintomas

Os sintomas em crianças e adultos são os mesmos, ambos sentem muita dor e sensação de ouvido entupido.

Geralmente as crianças sentem:

Febre alta- Dores em um ou nos dois ouvidos,

Falta de apetite

Choro

Dificuldade para dormir

Perda da audição

Sintomas em adultos

Dor latejante no ouvido que pode irradiar para a cabeça

Mal-estar que ser acompanhado de febre

Sensação de ouvido entupido e diminuição da audição

Zumbido nos ouvidos

 

Medicamentos ototóxicos podem causar problemas auditivos

Tópicos: Saúde Auditiva
arrow-up