Aparelhos auditivos do futuro


aparelhos-auditivos-no-futuro

Todo mundo que usa aparelhos auditivos já deve ter percebido que a prótese pode emitir, de repente, ruídos de alta frequência.  Este feedback acústico ocorre quando o microfone do aparelho auditivo amplifica o som do próprio alto-falante.

Nos últimos anos, os fabricantes têm conseguido diminuir esse feedback. Mas o problema pode persistir – especialmente quando você necessita aumentar o volume.

Pesquisadores do Departamento de Engenharia Elétrica da Universidade Técnica da Dinamarca estão trabalhando em uma solução que permitirá aos deficientes auditivos aumentar o volume de seus aparelhos, sem se preocupar com o feedback irritante.Os novos aparelhos auditivos devem ser constituídos de materiais que possam suprimir o ruído e as vibrações potencialmente em faixas de frequências específicas.

Segundo os cientistas dinamarqueses, o objetivo é desenvolver ferramentas que possam dar aos usuários mais liberdade e remover algumas das limitações impostas em aparelhos auditivos de fabricação hoje.

Optimização das propriedades mecânicas

Os pesquisadores têm investido na chamada otimização topológica para melhorar os aparelhos auditivos. Você sabe o que é isso? Otimização topológica é uma forma de calcular as propriedades mecânicas ideais de uma estrutura construída desde o menor de material possível.

Uma pesquisa recente mostrou que esses tipos de soluções podem ser usadas para verificar a propagação de ruído e vibração em uma variedade de materiais.

 Várias tentativas de melhorar os aparelhos auditivos

Muitos fabricantes de aparelhos estão focados em resolver o problema de feedback acústico nas próteses. Uma solução seria produzir dispositivos com encaixes abertos. Em vez de um tampão de ouvido, por exemplo, o aparelho viria com um fino tubo ou mangueira para ligar o aparelho atrás da orelha com um pequeno tampão no interior do ouvido.

Tópicos: Aparelhos Auditivos, Saúde Auditiva
arrow-up