Audiometria tonal detecta tipo e grau da perda auditiva


A audição é o primeiro sentido sensorial a se desenvolver e é também quase sempre o último a desaparecer. Com o avanço da tecnologia o estilo de vida da população modificou- se bastante colocando até a saúde auditiva em risco.

Os exames auditivos devem ser feitos como qualquer exame de rotina, pois é através deles que é possível detectar problemas na audição. Dentre esses exames existe a audiometria que se divide entre tonal e vocal.

A audiometria tonal é um exame com duração de aproximadamente 30 minutos, não causa nenhum incômodo e é feito por um fonoaudiólogo. Seu objetivo é avaliar a função auditiva do paciente, sendo possível detectar informações como: tipo e grau da perda auditiva.

Para que a avaliação seja feita com sucesso diversos sons são apresentados através de um fone e um vibrador ósseo e então o paciente aperta um botão cada vez que perceber o som.

O exame é fundamental para o diagnóstico, controle e tratamento das doenças que afetam a audição. Sensação de tontura, zumbido, diminuição da audição são sintomas que indicam a necessidade de realizar o exame. Portanto, faça o exame periodicamente e procure ajuda de um profissional.

Existem dois tipos de audiometria:

Audiometria tonal: avalia os retornos do paciente a tons puros, emitidos em diversas frequências, detectando o grau e o tipo de perda auditiva. Pode ser feito por via aérea comum ou por via óssea.

Audiometria vocal: investiga a capacidade de entendimento da voz humana. O paciente demonstrará sua percepção e compreensão da voz humana emitida pelo especialista.

Benefícios da audiometria

O resultado da audiometria é exibido num audiograma, um gráfico que informa sobre as respostas do examinando aos vários sons emitidos. Na maioria dos casos de perda auditiva o exame é determinante para a definição de uso do aparelho. A audiometria no período pré-escolar é ideal para detectar deficiências auditivas, muitas vezes não é dada muita importância, mas que pode gerar baixo rendimento escolar.

 

 

 

 

Tópicos: Saúde Auditiva

Outubro Rosa

01/10/2013

arrow-up