Consumo de álcool e a perda auditiva


consumo-alcool-perda-auditiva

A maioria das pessoas sabe como o excesso de consumo de álcool afeta a saúde como um todo, mas desconhece os danos que ele pode causar à audição. É isso mesmo: pesquisadores alemães identificaram que o álcool pode provocar também perda auditiva.

Como os prejuízos aos nervos auditivos são cumulativos, até bebedores moderados podem sofrer redução na capacidade de ouvir.

Pesquisadores da Universidade de Ulm, na Alemanha, submeteram pessoas que faziam alto consumo alcoólico e aquelas que apenas bebiam socialmente a um tipo de audiometria para testar os níveis de danos na parte do cérebro responsável pela audição. O resultado indicou uma correlação entre a perda auditiva e o álcool.

Como ocorrem os danos

Os estudiosos acreditam que beber causa dano cerebral, mas a quantidade de álcool e o tempo para que isso ocorra ainda é desconhecido. Apesar de os ouvidos ainda funcionarem perfeitamente, o cérebro se torna incapaz de processar os sons, o que resulta numa perda auditiva.

Pessoas que sofrem de alcoolismo são as que mais correm o risco de ter danos nos seus ouvidos. É que os altos níveis de álcool no sangue  criam um ambiente tóxico, que pode danificar as células ciliadas delicados na cóclea. Esta condição é conhecida como a ototoxicidade. Saiba mais sobre medicamentos ototóxicos aqui.

Para evitar danos, o ideal é reduzir o consumo de bebidas alcoólicas e levar uma vida saudável e equilibrada.

Tópicos: Audição, Perda auditiva, Saúde Auditiva
arrow-up