Consumo de peixes reduz perdas auditivas em mulheres


consumo-de-peixes-reduz-perdas-auditivas-em-mulheres

Pesquisadores do Hospital Brigham and Women, nos Estados Unidos, descobriram que o consumo de duas ou mais porções de peixe por semana está associado a um menor risco de perdas auditivas em mulheres.

“As perdas auditivas adquiridas são uma condição crônica de saúde altamente prevalente e muitas vezes incapacitante”, disse Sharon G. Curhan, autora do estudo. “Apesar de um declínio na audição ser muitas vezes considerado um aspecto inevitável do envelhecimento, a identificação de vários fatores de risco potencialmente modificáveis tem proporcionado uma nova visão sobre as possibilidades de prevenção ou atraso de perda auditiva adquirida.”

Embora as evidências sugiram que a maior ingestão de ômega-3 provenientes dos peixes possa ser associada a um menor risco de perdas auditivas, as informações ainda são limitadas. O estudo analisou ao longo do tempo as associações independentes entre o consumo de tipos totais e específicos de peixe e perda auditiva referida em mulheres.

Os dados eram do Estudo de Saúde das Enfermeiras II, no qual 65.215 mulheres foram acompanhadas de 1991 a 2009. Depois 1.038.093 de acompanhamentos de pessoas por ano, foram notificados 11.606 casos de perda auditiva incidente.

Em comparação com as mulheres que raramente consumiam peixes, aquelas que se alimentavam com duas ou mais porções de peixe por semana tiveram um risco 20% menor de perda de audição.

Quando analisado individualmente o resultado foi o seguinte: quanto maior o consumo de cada tipo de peixe específico menor era o risco de perda auditiva. “O consumo de qualquer tipo de peixe (atum, peixe escuro, luz peixe ou marisco) tendeu a ser associado com menor risco. Estes achados sugerem que a dieta pode ser importante na prevenção das perdas auditivas adquiridas”, afirmou Curhan.

 Poder da alimentação

Manter uma alimentação saudável é fundamental para a saúde auditiva.  Alguns nutrientes ajudam a reduzir o risco de desenvolver a perda auditiva ou impede que ela progrida.

O potássio quando ingerido em poucas quantidades pode influenciar na perda auditiva. Esse mineral é o responsável por suportar a transmissão de impulsos nervosos, então é recomendável a ingestão de frutas como: damasco, banana, melão e laranja, além de batata, espinafre, feijão e leite.

Alimentos como limão, laranja, tangerina e aqueles ricos em vitamina E como amêndoas, óleo de girassol e manteiga de amendoim, os pesquisadores sugerem o consumo em grandes quantidades dessas vitaminas. Tais vitaminas ajudam a aliviar a perda auditiva, possibilitando a correção de deficiências nutricionais, aumentando a circulação sanguínea, melhorando o sistema imunológico e o combate à infecção.

Embora alguns alimentos façam muito bem para audição, outros como açúcares e carboidratos, quando consumidos em grande quantidade podem desenvolver problemas de audição. Desse modo, procure sempre o auxílio de um profissional, seja para manter uma alimentação saudável ou para solucionar problemas relacionados com a sua audição.

Tópicos: Saúde Auditiva
arrow-up