Como cuidar da audição de crianças e idosos


Cuidado com a audição de idosos e crianças

Os perigos são recorrentes nessas duas fases da vida

Acredita-se que 16% da população tenha alguma perda auditiva, destes, apenas 30% são idosos. A partir desse dado, fica evidente a importância de cuidar da saúde auditiva desde cedo.

Os primeiros testes e essências deve ser feito na triagem neonatal auditiva, conhecido como teste da orelhinha. Esse exame é gratuito e obrigatório. O exame é simples e rápido, feito entre o segundo e terceiro dia de vida para diagnosticar algum grau de surdez.

Segundo a fonoaudióloga, Andréa Varalta Abrahão, da clínica Direto de Ouvir, a hora da amamentação é preciso estar atendo. A recomendação é para nunca deixar o bebê em posição deitada, especialmente se ele tomar mamadeira. Essa posição faz com que acumule líquidos numa parte do sistema auditivo, chamada de orelha média, sendo assim, podendo gerar uma otite média.

O certo é amamentar o bebê sentado ou em pé, uma vez que nos bebês a tuba auditiva, que faz a conexão da orelha média com nariz e garganta, está numa posição mais horizontalizada que a dos adultos, propiciando a entrada de líquidos quando deitado.

Outras formas de contaminação

A otite média pode acontecer também acontecer por complicações causadas por outras doenças, como, resfriados, dor de garanta, gripes e alergias e se for mal curada, pode afetar as células auditivas da cóclea, gerando perdas auditivas permanente.

Portanto, ao notar qualquer indício de infecção no ouvido é indicado procurar um médico otorrinolaringologista, e seguir à risca o tratamento, porque a otite média é uma das principais causas de perda de audição na infância.

Audição Idosos

O envelhecimento é um processo natural, a audição é um dos sentidos que sofre com o acúmulo dos anos. O ouvido é um órgão muito sensível e com o passar do tempo as células auditivas se deterioram e morrem, principalmente se tiver algum trauma, exposição sonora em excesso e doenças que afetam a região.

Na terceira idade as deficiências auditivas estão mais presentes antes de ter um diagnóstico, isso acontece porque a pessoa demora para perceber que existe algo de errado com a sua audição.

Essa perda natural da função dos ouvidos faz com que os idosos tenham dificuldade para perceber os sons e entender a fala, principalmente em lugares com ruídos, mas a demora acaba agravando o problema.

Prevenção

A surdez na terceira idade, também conhecida de presbiacusia, é irreversível e não tem como impedir que esse processo ocorra. O que pode ser feito é prevenir tomando alguns cuidados durante a vida.

A principal recomendação é evitar o uso de fones de ouvido, e controlar a altura de televisão, rádio, computador, dando preferência para os volumes mais baixos. Evitar caixas de som, fogos, som alto no carro todas essas situações podem gerar traumas para o resto da vida nos ouvidos.

Os cuidados com a saúde geral também são fundamentais. Problemas circulatórios, hipertensão e diabetes prejudicam a saúde do ouvido e aceleram a degradação do órgão. Para garantir um organismo saudável é essencial escolher os alimentos da maneira adequada. Frutas, verduras e legumes devem estar presentes em todas as refeições para fornecer os nutrientes que o corpo precisa. A combinação com carnes magras, muita água e outros hábitos saudáveis como a pratica de exercícios físicos é perfeita para a saúde.

Faça um check up auditivo

https://www.direitodeouvir.com.br/agende-sua-consulta

 

 

 

 

Tópicos: Saúde Auditiva
arrow-up