Eletrodomésticos terão classificação do nivél de ruído


A sociedade reclamou e o Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro) reformulou o Selo Ruído para classificar o nível de som de alguns eletrodomésticos.
Aspiradores de pó, liquidificadores e secadores de cabelo passarão a ser avaliados, além da segurança elétrica, pelo nível de emissão de ruído, conforme determina a Portaria nº 388/2013 publicada, na semana passada, pelo Inmetro, que inclui a classificação de potência sonora no Selo Ruído. Com isso, na hora da compra, basta ao consumidor optar pelos modelos mais silenciosos, numa faixa de “1 a 5”, a partir do menor para o maior ruído: “1” – mais silencioso e “5” – menos silencioso, no âmbito do Programa Brasileiro de Etiquetagem (PBE).

Tabela 1 – Classificação do nível de potência sonora para secadores de cabelo:

Tabela 2 – Classificação do nível de potência sonora liquidificadores:

 

Tabela 3 – Classificação do nível de potência sonora aspiradores de pó:


A partir de 20 de fevereiro de 2014, os três eletrodomésticos – aspiradores de pó, liquidificadores e secadores de cabelo – deverão ser fabricados ou importados somente de acordo com as novas regras. Para o comércio, o prazo vai até 20 de agosto de 2016. O selo terá a marca do Inmetro e do Ibama e deve ser colado no produto ou em sua embalagem para informar ao consumidor a potência sonora dos aparelhos, para que o consumidor possa escolher na hora da compra o produto que tenha o menor nível de potência sonora.
De acordo com o Inmetro, o programa irá orientar o consumidor na hora de escolher eletrodomésticos mais silenciosos, estimular os fabricantes a produzir produtos com
cada vez menores e proporcionar mais conforto ao cidadão. “O Inmetro recebeu reclamações, por exemplo, de consumidores que hoje precisam fechar todas as portas e janelas na hora de usar um liquidificador ou aspirador de pó por causa do barulho. O consumidor precisa de uma relação de conforto acústico em sua residência, além de obter as informações sobre o ruído produzido pelos eletrodomésticos de forma mais transparente”, disse o responsável pelo Programa Brasileiro de Etiquetagem do Inmetro (PBE), Marcos Borges.

Desta forma, os usuários destes eletrodomésticos tomaram consciência do nível de ruído que expõe diariamente seus ouvidos, o que tende a prevenção de uma futura perda auditiva.

Fonte: http://www.bemparana.com.br

http://www.em.com.br

http://www.comciencia.br

 

Tópicos: Sem categoria
arrow-up