Equilíbrio e audição caminham juntos


Equilíbrio e audição caminham juntos

Estruturas presentes no ouvido são essências para manter o equilíbrio

A audição é um dos principais meios de comunicação de uma pessoa. Dentro do ouvido, existem estruturas que ajudam para o equilíbrio. A cóclea, parte auditiva do ouvido interno, que é responsável pelas ondas sonoras em impulsos nervosos que serão lidos pelo cérebro, e o vestíbulo é responsável pelo equilíbrio, formando o labirinto. Quando ele é atingido pode causar o que é conhecido de labirintite.

Entenda como funciona o equilíbrio

O equilíbrio do ser humano depende de várias coisas como o funcionamento certo do labirinto, responsável, por perceber as sensações do próprio corpo e da visão, que são armazenadas e organizadas pelo cérebro.

Labirinto

O labirinto parece uma estrutura complexa e organizada. A parte anterior do labirinto é chamada de cóclea e está relacionada com a audição. A parte posterior, que é formada por um conjunto de três canais é chamada de canais semicirculares, é pertencente ao equilíbrio.

Toda a informação que é passada pelo cérebro, deslocamento do corpo, visão e posição do corpo, é responsabilidade do labirinto.

Quando há informações opostas entre a visão, labirinto, músculos e ligamentos, o resultado é a tontura, há impressão de desequilíbrio (a cabeça parece oca, zonza, há um escurecimento da visão etc.).

A vertigem é o sintoma mais comum de tontura, a pessoa tem a sensação de uma tontura rotatória (impressão de que tudo gira em torno dela ou ela própria está girando), podendo causar náuseas, vômitos, suor, palidez e sensação de desmaio.

Sensações de tontura, vertigem e zumbido no ouvido podem sugerir uma doença do labirinto ou uma labirintopatia, conhecida popularmente e, erroneamente, como labirintite.É preciso saber que labirintite é uma infecção grave e rara do labirinto. Já as labirintopatias ou vestibulopatias são problemas relacionados com a audição e com o equilíbrio corporal.

É preciso saber que labirintite é uma infecção grave e rara do labirinto. Já as labirintopatias ou vestibulopatias são problemas relacionados com a audição e com o equilíbrio corporal.

Causas de labirintites

Diabetes hipertensão,

Reumatismo,

Infecções por vírus e bactérias,

Alterações do metabolismo e hormonais,

Uso excessivo de drogas ototóxicas, como antibióticos e antiinflamatórios, arterosclerose,

Traumas,

Hábitos alimentares inadequados,

Vida sedentária, estresse, alteração vascular entre outros.

Ao sentir qualquer alteração deve-se procurar o médico Otorrinolaringologista. A reabilitação vestibular é um método terapêutico, feito por fonoaudiólogos, tem como objetivo melhorar e reparar o distúrbio de equilíbrio corporal. Ela é uma das diversas alternativas de tratamento para o paciente com disfunção vestibular, podendo ser associada a outros tipos de tratamento.

 

Tópicos: Labirintite
arrow-up