Eu uso aparelho auditivo, e daí?


Uma análise sobre as principais consequências ocasionadas pela perda auditiva está relacionada com a dificuldade de comunicação. As conversas se tornam menores. A pessoa com perda auditiva evita usar o telefone, sente vergonha em não ouvir a conversa e pode até evitar sair de casa, se reunir com outras pessoas.

As CAUSAS da perda auditiva podem afetar, inclusive, o rendimento no trabalho, já que essa perda pode levar ao isolamento, ao embaraço, a ansiedade, incerteza e a frustração. A perda auditiva, portanto, não se concentra só no âmbito da comunicação é uma perda social e emocional.

E tudo isso pode ser resolvido facilmente com o uso de aparelhos auditivos. Mas algumas pessoas negam-se a usá-los devido ao medo do preconceito, e há outras que mesmo usando se esforçam ao máximo para escondê-los. Como relata em seu blog Crônicas da Surdez, a cientista social Paula Pfeifer. Ela passou por esta fase quando era mais nova, fazia de tudo, chegando a puxar o cabelo pra frente na tentativa de esconder seu aparelho auditivo. Como ela própria relata em seu blog, agora se encontra na fase de orgulho, orgulho “desses pedacinhos minúsculos de tecnologia que ficam dentro das minhas pequeninas orelhas e me permitem ouvir o mundo. Pensando bem, como eu poderia sentir vergonha deles? Devo aos meus aparelhos auditivos um bocado da minha alegria de viver”.

 

Dercy usava aparelhos auditivos e afirmava que “é triste ficar velha sem escutar nada!”, por isso o melhor era usá-los mesmo.

A fonoaudióloga Andréa da Rede de Clínicas Direito de Ouvir afirma que “usar aparelhos auditivos equivale a usar de óculos, é só mais um acessório para facilitar nosso do dia a dia”. É essa visão que esta mudando os conceitos sobre o uso de aparelhos auditivos, percebe-se melhor, que o ganho em qualidade de vida supera qualquer preconceito.

Tópicos: Aparelhos Auditivos
arrow-up