Fones de ouvido ameaçam audição das crianças


fones-ameacam-audicao-criancas2

Os fones de ouvido se tornaram uma ameaça para crianças. É o que aponta um estudo francês batizado de “Os jovens e o mundo do som”.

O levantamento considerou 1.513 jovens e crianças, com três faixas de idade: de zero a seis anos, de sete a 12 anos e adolescentes de 13 a 19 anos. E indicou que dois terços das crianças da faixa 7-12 anos e 58% das entre 13 e 19 anos já têm experimentado problemas auditivos por causa da exposição a sons de alta intensidade ou ao ruído.

Além disso, o estudo também avaliou o uso de fones de ouvido. Os adolescentes afirmaram que escutam música com fones durante duas horas por dia em média.

Das crianças da faixa 0-6 anos, 16% utilizam headsets e 8% fones de ouvido, em uma média diária de 31 minutos. Na faixa de zero a dois anos, uma em cada dez crianças adormecem com fones ou headset.

O pior é que 30% dos pais de crianças da faixa 0-6 anos não verificam se os equipamentos está no nível de volume ou não.

O uso constante de fones de ouvido pode ser tão prejudicial porque a música alta pode matar as células receptoras do som – uma perda irreversível.

fones-ameacam-audicao-criancas2

Confira dicas para evitar o problema:

  •  Prefira fones de ouvido que ficam externos à orelha. Segundo a especialista, os modelos intra-auriculares, menores e muito comuns hoje em dia, são mais prejudiciais. Quanto mais longe do conduto auditivo está a fonte de som, melhor.
  • Cuidado com o volume. Use o volume sempre na metade da graduação máxima do aparelho. O ideal é conseguir ouvir a música e os sons externos também. Se a música impede de ouvir os sons externos significa que está alta demais.
  • Dê um descanso aos seus ouvidos. A cada hora de música ouvida no fone, faça dez minutos de pausa. O “repouso auditivo” também serve quando vamos a um show ou ficamos expostos a um som muito alto em um determinado dia. Evitar ficar dois dias seguidos exposto a ruídos altos ajuda a “descansar”, evitando que o dano auditivo – que tem como sintoma os zumbidos, por exemplo – torne-se permanente.

Não espere “perceber” a diminuição de sua capacidade auditiva! Sinais como zumbido ou sensação de ouvido tampado já podem ser sinais de perda auditiva; nesses casos, procure um especialista. Saiba mais!

Tópicos: Perda auditiva, Saúde Auditiva
arrow-up