O Que É Exostose?


Exostose ou osteocondroma é um tipo de tumor benigno, uma formação anômala de osso e/ou cartilagem na superfície de um osso normal; um crescimento em forma de cogumelo coberto por cartilagem, que ocorre em cima de um osso e se conecta a este por um talo (Figura 1).

Estes são raros na infância e mais frequentemente ocorrem em indivíduo do sexo masculino. Uma de suas causa é a exposição prolongada e repetida à água fria e salgada, por isso essa doença é muito comum em esportistas naúticos, praticantes de esqui, caiaque, pescaria e mergulho, por exemplo.


Figura 1

 

Quando esta doença acomete o ouvido, ocorre o um anômalo crescimento ósseo no canal externo (Figura 2). Este canal externo é formado por dois segmentos – o segmento mais externo e o segmento mais interno, assim, este crescimento anômalo irá estreitar pouco a pouco o canal, podendo, em casos mais graves, estreitar totalmente esta entrada, fechando o ouvido.

 

Figura 2

 

É importante salientar que esta condição não é necessariamente prejudicial, muitas pessoas podem viver toda a vida com exostose sem terem sintomas da doença ou sem se queixarem. No entanto, a pressão no canal auditivo vai aos poucos dificultando a drenagem da água, da cera e de outros fragmentos que sucessivamente vão se acumulando dentro do canal do ouvido, causando dores e repetidas infecções, podendo levar a perda auditiva. Segundo o Dr. João Bacelar “normalmente, o sintoma mais verificado é o da retenção de água e uma sensação de peso dentro dos ouvidos”.

O tratamento se divide em vigilância e intervenção cirúrgica. O tempo que pode durar a vigilância das exostoses varia de acordo com cada caso clínico, e no caso da doença afetar a vida e saúde do paciente se opta pelo procedimento cirúrgico. Existem, no entanto, maneiras de se evitar a exostose auditiva como, por exemplo, com o uso frequente de roupa de mergulho, tampões e outros protetores.

Tópicos: Saúde Auditiva
arrow-up