Os primeiros sinais de perda de audição


“A perda auditiva é tão gradual que às vezes um leigo não tem certeza se ela está ocorrendo ou não”. A afirmação é da fonoaudióloga Roberta Alves de Oliveira, da Direito de Ouvir – especializada em venda, manutenção e suporte técnico de várias marcas de aparelhos auditivos, pilhas e outros acessórios.

É por essa razão que é preciso estar atento a sinais que podem indicar o início do problema. Afinal, quanto antes forem tomadas providências e iniciado o tratamento, melhor para o paciente. “Dependendo da perda auditiva, ela pode ser recuperada”, explica, informando que algumas perdas auditivas são causadas por infecções no ouvido e podem ser tratadas com medicamento. Em outros casos, o tratamento é cirúrgico e, parte das vezes, há perda de células. “Neste caso, é irreversível. Mas quem define a causa e origem da lesão é o médico otorrinolaringologista e é este quem decide qual é o melhor tratamento”, informa. Por isso, é importante estar alerta para os sinais que mostram que é hora de consultar um especialista.

Nos bebês, a observação deve ser feita pelos ruídos que ele produz nos primeiros meses de vida. “É importante verificar se a criança faz ‘barulhinhos’ com a boca e se brinca com os sons, principalmente após os seis meses”, alerta a fonoaudióloga. Nas crianças, o desempenho escolar pode indicar perda auditiva, mas as brincadeiras também podem ser um indicador. “Deve-se prestar atenção se a criança solicita com frequência que algo que foi dito a ela seja repetido”, ressalta Roberta.

Em se tratando de adultos e idosos, eles próprios já têm condições de avaliar o surgimento do problema. Mas, a contribuição dos familiares é fundamental. “Geralmente, as pessoas afirmam que conseguem ouvir tudo, porém têm dificuldade em entender o que foi dito, principalmente quando estão em um ambiente onde há mais de uma pessoa falando. É de fundamental importância a opinião dos familiares que convivem com o paciente”, acredita a especialista. Ver TV ou ouvir música muito alta, pedir com frequência que algo que foi dito seja repetido e olhar para a boca de quem fala são sinais a serem considerados. Mas, explica Roberta, apenas a avaliação audiológica é capaz de detectar e quantificar a perda auditiva.

Sinais de perda auditiva – A seguir, a fonoaudióloga da Direito de Ouvir indica o ponto a ser considerado quando se suspeita de perda auditiva:

·                 Você sempre pede aos outros para se repetirem?
·                 Tem amigos ou familiares que dizem que você não ouve bem?
·                 Deixa a TV ou o rádio em volume mais alto do que os outros?
·                 Tem dificuldade em entender conversas com ruídos ao fundo?
·                 Tem dificuldades em acompanhar conversas em grupo?
·                 Tem dificuldade em identificar de onde os sons estão vindo?

“Se você respondeu sim a mais de três questões, você pode ter perda auditiva. Nesse caso, procure um especialista”, recomenda.

 

Tópicos: Direito de Ouvir, Fonoaudiólogos, Perda auditiva
arrow-up