60% das perdas auditivas em crianças podem ser prevenidas


perdas auditivas em crianças podem ser prevenidas

A OMS (Organização Mundial de Saúde) estima que 60% das perdas auditivas em crianças podem ser prevenidas. Um relatório da entidade internacional ressalta que  se perda auditiva for detectada cedo e se as crianças receberem o tratamento que precisam, elas podem atingir todo seu potencial.

É que as crianças que têm dificuldade  para ouvir, tem dificuldade para aprender a falar, e, consequentemente, um baixo rendimento escolar, que acaba ficando isolada socialmente. Com a prevenção, as perdas auditivas podem ser detectadas e tratadas de maneira precoce.

Quais as causas de perda auditiva infantil?

Muitas são as causas de perda auditiva infantil. Segundo a OMS, 40% dos problemas auditivos estão relacionados a fatores genéticos; 31% estão ligados à infecções, como  sarampo, caxumba, rubéola e meningite, e 17% foram provocadas por complicações no parto, incluindo nascimento prematuro, peso baixo  do recém-nascido e neonatal hiperbilirrubinemia. E ainda mais, uma estimativa de 4% resulta de mulheres gestantes e recém-nascidos que fazem uso de medicamentos prejudiciais à saúde.

Prevenção da perda auditiva 

Mas como pode ser feita a prevenção da perda? O ideal é  proteger a criança contra doenças e controlar certos medicamentos e níveis de ruídos. Segundo a OMS, outros pontos importantes são:

  • Identificação precoce de perda auditiva na criança
  • Disponibilidade de instrumentos auditivos e outras terapias de comunicação para crianças com perda auditiva
  • Treinamento para profissionais da área de saúde auditiva
  • Levantamento de opinião pública sobre audição e saúde auditiva

Meu filho tem perda auditiva. E agora?

Como estimular crianças com deficiência?

Tópicos: Audição, Perda auditiva, Saúde Auditiva
arrow-up