Por que seu cérebro não pode esperar por um aparelho auditivo?


por-que-nao-esperar-para-ter-aparelho-auditivo

Muitas pessoas acreditam que podem “deixar pra lá” quando descobrem a perda auditiva. Mas existe um motivo muito importante para não deixar o aparelho auditivo para depois: seu cérebro não pode esperar!

É isso mesmo. O cérebro é um órgão altamente dinâmico, que se adapta de acordo com as informações que recebe. Os especialistas chamam essa característica de neuroplasticidade. Mas agora pare para pensar: o que acontece quando ele simplesmente para de receber os estímulos sonoros?

A falta dos estímulos sonoros – como a que acontece na surdez – pode levar à atrofia do nervo auditivo e consequentemente a uma diminuição do tamanho do cérebro. Com isso as chances de desenvolver doenças como as demências e o mal de Alzheimer, além de depressão e outros prejuízo cognitivos aumenta.

Pesquisas apontam que não é preciso esperar muito para o cérebro começar a ser afetado. Já nos quadros iniciais, leves ou moderados da surdez isso já acontece. E o pior é que estima-se que a maioria das pessoas espere 7 anos para buscar um aparelho auditivo. Imagine só o tamanho do dano após todo esse tempo…

Então o que fazer?

Se você tiver a indicação de uso de aparelhos auditivos, procure um fonoaudiólogo. Só ele pode fazer essa adaptação. Ele vai levar em consideração vários aspectos:  perda auditiva, o estilo de vida do paciente, a maneira como ele lida com o déficit auditivo, se gosta de modelos de aparelho mais discretos… Com a ajuda de softwares especiais, ele consegue fazer com que o aparelho supra as necessidades de cada paciente.  Saiba mais sobre a adaptação de aparelhos auditivos aqui.

Teste o aparelho auditivo

Empresas como a Direito de Ouvir deixam o paciente testar o aparelho auditivo por 7 dias sem nenhum custo. Isso é fundamental porque só na prática é que tem como saber se você vai se adaptar ou não. Essa fase pode ser meio complicada e exige bastante paciência. Confira dicas aqui.

O meu problema é a falta de dinheiro…

É claro que quanto mais tecnológicos mais caros os aparelhos auditivos são. Se você esbarra no problema financeiro para comprar sua prótese, pode ter duas opções. Uma delas é tentar uma doação pelo SUS – mas o problema é que esta espera pode chegar a 7 anos! Leia mais aqui.

Bancos já oferecem linhas de financiamento específicas para pessoas que necessitam comprar aparelhos, próteses e afins – e esta pode ser uma boa solução. A outra é negociar com a empresa – algumas delas, como a Direito de Ouvir, oferecem condições de pagamento exclusivas.

 

Agende já um teste grátis por 7 dias com um aparelho auditivo

 

Tópicos: Aparelhos Auditivos
arrow-up