Por que surge o zumbido no ouvido?


O zumbido no ouvido (que também pode ser chamado de tinnitus) é um distúrbio que causa um constante chiado e outra série de ruídos irritantes e repetitivos e pode ser um sinal da perda de audição. O aparelho auditivo, ao perceber que está falhando, trabalha excessivamente para compensar a perda de audição, e é assim que surgem os chiados. A causa do zumbido pode ter suas origens em diversos problemas de saúde do ouvido.
Cerca de 19% da população brasileira aparenta ter algum nível de zumbido no ouvido, de acordo com a Associação de Pesquisa Interdisciplinar e Divulgação do Zumbido (APIDIZ). O tipo de barulho apresentado e o volume em que ele aparece varia de caso para caso e a frequência com que ele surge também. Sendo assim, há casos em que o chiado é passageiro, como também há casos em que ele dura por muito tempo.

CAUSAS
As condições que podem causar essa condição podem se originar dentro do próprio sistema do aparelho auditivo, como ter fatores externos que influenciam. As principais causas, originadas no aparelho auditivo, são:
• Perda auditiva relacionada à idade e outros problemas acarretados com o envelhecimento;

• Exposição à ruídos e sons altos, seja pelo uso constante de fones de ouvido em um volume maior do que o recomendado ou ficar exposto à ruídos e sons no ambiente de trabalho;

• Acúmulo de cera no ouvido;

• Infecções maltratadas no ouvido.
As causas relacionadas à fatores externos incluem:
• Alterações hormonais, principalmente na tireoide ou hormônios sexuais;

• Problemas odontológicos, como a DTM (disfunção temporomandibular);

• Problemas cardiovasculares, arritmia e pressão arterial fora do normal;

• Vasos sanguíneos malformados na cabeça e pescoço;

• Condições no metabolismo, como diabetes e colesterol alto.

Algumas causas estão relacionadas à hábitos que devem ser evitados, como:
• Mal hábitos alimentares, consumo exagerado de açúcar, café e períodos de jejum extensos;

• O consumo constante e prolongado de cigarros e bebidas alcóolicas podem causar o zumbido;

• Uso de altas dosagens de alguns medicamentos anti-inflamatórios, antibióticos e anti-depressivos;

• Distúrbios psicológicos, como depressão, estresse e ansiedade.

SINTOMAS
O principal sintoma é, de fato, o zumbido e chiado (ou outros tipos de barulhos e ruídos que podem ser apresentados) que parecem surgir internamente no ouvido. Não se trata de sons externos captados pelo aparelho auditivo. A barulheira constante e incômoda se forma dentro do ouvido. Outros sintomas também podem ser observados:
• Tontura (às vezes associada também à labirintite);

• Náusea e enjoo;

• Perda auditiva e dificuldade de ouvir sons externos;

• Calafrios e suar frio.

DIAGNÓSTICO
O primeiro passo é procurar um profissional qualificado para identificar e tratar esse problema. Como as origens podem ser variadas, profissionais de diversas áreas da saúde podem ser procurados, tais como:
• Otorrinolaringologistas;

• Clínicos gerais;

• Neurologistas;

• Endocrinologistas;

• Ortopedistas;

• Reumatologistas.
As causas desse problema são muito variadas (chegando até mesmo a mais de 200 causas que levam ao surgimento dos ruídos). Desta maneira, o diagnóstico é feito através de uma investigação sobre as causas mais comuns. Muitas vezes, o processo de diagnóstico é feito por uma triagem eliminatória das possíveis causas, como por exemplo:
• Realização da audiometria, um teste que mede a capacidade auditiva do paciente, a fim de descobrir se a causa vem da perda auditiva;

• Exames de sangue;

• Exames para investigar possíveis distúrbios do metabolismo, como colesterol alto e diabetes.
Como o processo para chegar a um diagnóstico pode ser longo e exaustivo, é recomendado que quando o paciente procure o médico, que ele ou ela já esteja preparado com algumas informações para acelerar o processo de triagem. Algumas informações válidas e que ajudam muito nessa fase incluem:
• Uma lista com os sintomas detalhados e há quanto tempo eles se manifestaram;

• Histórico médico com as possíveis condições que o paciente possui.

• Se houver o uso regular de algum medicamento, uma lista com os nomes dos medicamentos é recomendada.
O profissional de saúde que for procurado naturalmente fará várias perguntas a fim de descobrir de onde vem o zumbido. As perguntas mais comuns nesse processo são:
• Como é o zumbido que você está ouvindo?

• O chiado que você ouve segue um ritmo, ele pulsa?

• Quando você percebeu que estava ouvindo esses ruídos?

• Os barulhos estão presentes em apenas um ouvido ou nos dois?

• Qual é o volume do chiado? É muito alto a ponto de atrapalhar atividades simples e cotidianas?

• Em que nível os ruídos atrapalham você a realizar as tarefas que você está acostumado a realizar no dia a dia?

• Quais outros sintomas você sente?

TRATAMENTO: HÁ CURA PARA OS ZUMBIDOS?
Há uma cura para o zumbido no ouvido, desde que a causa seja curável. Como as causas desse problema são muito variadas, o tratamento é feito de maneira muito individual e personalizada para cada caso em específico.
Em alguns casos, o tratamento é muito simples e curável, se a causa do problema for, por exemplo, obstrução por cera no ouvido. Nesses casos, uma simples lavagem é capaz de sumir com os chiados. Se as causas têm origem em uma infecção, a administração de antibióticos deve acabar com os ruídos.
No entanto, alguns casos são mais complicados de serem tratados e levam mais tempo. Quando isso acontece, é preciso recorrer à uma série de tratamentos e terapias que incluem:
• O uso de aparelhos auditivos, se a causa for a perda de audição;

• Terapias de sons (músicas relaxantes, som de água corrente) que ajudam a diminuir os ruídos ou fazer o paciente se acostumar mais com eles;

• Uso de ansiolíticos e antidepressivos, se as causas são depressão e ansiedade;

• Tratar as doenças que podem estar causando os chiados, como diabete e colesterol;

• Manter uma vida saudável e ter hábitos que melhoram a qualidade de vida e evitar o uso de substâncias que podem causar o zumbido, como cigarros e bebidas alcoólicas.

Tópicos: Audição, Curiosidades sobre a audição, Zumbido
arrow-up