Riscos de não escutar direito


riscos-de-nao-ouvir-direito

Basta uma busca simples no Google para encontrar notícias de  assaltos, atropelamentos e agressões envolvendo pessoas com perda auditiva. É claro que não é possível generalizar. Qualquer pessoa – ouvinte ou não – pode ser vítima de situações como essas, mas muitos destes casos mostram que como o fato de não escutar direito contribui para o aumento desse risco.

Isso acontece porque a audição nos alerta para situações perigosas. Na rua, ela nos ajuda a identificar a buzina dos carros, a sirene de uma ambulância ou o toque de um alarme de incêndio. Em casa, também pode alertar sobre o pedido de ajuda de alguém, a queda de alguma coisa ou a explosão de uma panela, por exemplo.

Infelizmente, muitos pacientes demoram para identificar a perda auditiva e procurar ajuda.

Confira quais são os sinais da perda auditiva

É fundamental que os pacientes passem por um otorrinolaringologista e, caso seja detectada a perda, façam uso do aparelho auditivo. Ele pode ajudar a resgatar a qualidade de vida do paciente e contribuir para a proteção dele.

Como se adaptar ao uso do aparelho?

– Comece a usar o aparelho gradativamente, em períodos curtos no início

– Acostume-se aos poucos, não tenha pressa. É normal estranhar os sons no início

– Quando se sentir cansado, desligue o aparelho

– Pratique a conversação com uma pessoa de cada vez

Precisa de uma forcinha para vencer a vergonha de usar seus aparelhos auditivos? Nós ajudamos você!

Tópicos: Perda auditiva, Saúde Auditiva
arrow-up