Teste de audição: descubra quais são os procedimentos comuns


O ouvido é uma parte precisa do corpo humano. Através dele, podemos ouvir e comunicar com nossos colegas, amigos e familiares, apreciar uma boa música e escutar os sons da natureza. Por causa de tanta importância, é preciso realizar o teste de audição regularmente, mesmo se você ainda não notou os sintomas da perda auditiva.
Isso porque os problemas auditivos podem ocorrer em pessoas de todas as idades e por várias razões, incluindo envelhecimento, exposição prolongada a ruídos altos e fatores hereditários.
Mas, se você faz parte do grupo de pessoas que ficam preocupadas só de pensar em fazer um teste de audição, este artigo serve para tranquilizá-lo. Geralmente, essa reação é o medo do desconhecido. Na realidade, o teste de audição é formado por alguns procedimentos simples e não invasivos.
A seguir, você vai conhecer as principais etapas de um teste auditivo. Assim, você saberá o que esperar ao visitar seu profissional de audição para avaliar a situação do seu ouvido.

Para que serve o teste de audição?
A principal finalidade do teste de audição é determinar se existem quaisquer problemas médicos e, em seguida, sua capacidade de ouvir. Os resultados do exame conseguem apontar, por exemplo, se você tem um perda auditiva, o quão leve ou grave ela é e, em alguns casos, determinam as causas do problema.
Um teste auditivo completo também pode ser útil para definir o tipo de perda auditiva que você tem: condutiva, neurossensorial ou mista. A partir dos resultados, o profissional consegue avaliar se o tratamento médico ou os aparelhos auditivos são mais indicados para o seu caso.

Procedimentos do teste auditivo
Conforme já explicamos, o teste auditivo é composto por várias partes diferentes que permitem que o profissional entenda o histórico de qualquer problema auditivo.
Geralmente, o teste auditivo seguirá o mesmo padrão em diferentes lugares e cada um dos procedimentos servem para fornecer informações diferentes. Dependendo dos sintomas da perda auditiva e da realidade de cada paciente, o profissional determinará quais serão necessários para a avaliação.

Exame inicial
Esta parte do exame avalia a saúde do ouvido externo, canal auditivo e tímpano. Primeiramente, o profissional examinará a parte externa do ouvido com uma luz. Em seguida, ele usará um instrumento chamado otoscópio para verificar se há algum problema visual em seu canal auditivo e tímpano.
Durante o procedimento, profissional poderá identificar quaisquer anormalidades ou condições médicas que podem ser responsáveis pela suas preocupações auditivas. Além disso, o exame inicial é útil para identificar o acúmulo de cera de ouvido, que contribui para desencadear outros problemas auditivos e impede que a audição seja medida com precisão.

Histórico do paciente
Os profissionais de saúde auditiva são treinados não apenas para avaliar sua audição, como também para determinar se os seus problemas auditivos podem ser causados por outra condição médica.
Por isso, o teste auditivo também envolve uma entrevista para analisar o histórico do paciente, hábitos ou outros fatores que prejudicam a saúde auditiva. Alguns dos pontos que podem ser considerados nesta etapa são:
● Uso de drogas ototóxicas, que são medicamentos conhecidos por danificar a audição;
● Sintomas da perda auditiva;
● Zumbido no ouvido ou outros incômodos;
● Histórico de trabalho;
● Lesões na cabeça ou pescoço;
● Histórico de perda auditiva na família;
● Histórico médico do paciente.

Audiometria
A audiometria é realizada em uma cabine com isolamento acústico para evitar que qualquer ruído tenha interferência nos resultados. Você será solicitado a colocar fones de ouvido que são conectados a um aparelho chamado audiômetro, que é usado para a realização do teste.
O teste de audição é formado por duas etapas: o teste de tom puro e o teste de fala. Durante a audiometria de tom puro, tons em diferentes alturas e volumes serão enviados para os fones de ouvido. Sempre que ouvir um som, você precisará apertar um botão ou levantar a mão para sinalizar ao fonoaudiólogo. Essa parte do exame serve para verificar a sua capacidade de ouvir em diferentes tons puros, o que indica o grau de perda auditiva.
Na audiometria de fala, as palavras serão apresentadas em um alto-falante ou através de fones de ouvido. Você terá que repetir as palavras e o profissional irá pontuar os resultados. Esse teste de audição verifica se você ouve bem os sons da fala em situações de silêncio e quando há ruído de fundo.

Imitanciometria
A imitanciometria é um teste de audição que fornece dados mais completos para ajudar a localizar alguma patologia no ouvido. O exame inclui o teste de timpanometria, o teste do reflexo acústico e o teste de decaimento do reflexo acústico.
Os procedimentos são realizados colocando-se uma pequena sonda de plástico no canal auditivo e produzindo uma leve mudança de pressão, bem como enviando alguns tons altos. A imitanciometria ajuda a identificar qual parte do ouvido pode estar causando incômodo ou outros sintomas da perda auditiva. Além disso, o teste ajuda a determinar se a perda auditiva é condutiva, neurossensorial ou mista.

Quando e com que frequência você precisa verificar sua audição?
As pessoas geralmente pensam que a perda auditiva afeta apenas idosos mas, na realidade, qualquer pessoa pode ter problemas auditivos. Por isso, é importante que todos os adultos realizem um teste auditivo pelo menos uma vez, aos 21 anos de idade.
A partir desse momento, se tudo estiver bem, a audição deve ser testada a cada 10 anos. Após os 50 anos de idade, recomenda-se realizar testes auditivos mais regularmente, de preferência a cada 3 anos. Para pessoas com 60 anos ou mais, é necessário realizar uma avaliação anual.
Ao notar os sintomas da perda auditiva, como dificuldade para acompanhar conversas em ambientes barulhentos ou precisar aumentar o volume da TV ou rádio, talvez seja a hora de avaliar seu ouvido.
Agora que você já conhece os procedimentos mais comuns de um teste de audição, considere agendar uma avaliação com os fonoaudiólogos da Rede de Clínicas Direito de Ouvir.

Tópicos: Saúde Auditiva
arrow-up